Ratinho Entrevista-CBN-Cascavel-2

Em entrevista a rádio CBN de Cascavel nesta quinta-feira, 1º de março, o deputado Ratinho Junior (PSD) adiantou algumas das propostas que integram o plano de governo que será apresentado aos paranaenses nas eleições de outubro. “Vou criar um programa chamado Avança Paraná que terá 3% do orçamento, em torno de R$ 1,5 bilhão, que funcionará da seguinte forma: em vez da empresa pagar o ICMS, poderá executar obras de infraestrutura na região em que atua ou tenha sua sede”, disse Ratinho Junior.

O programa, segundo o deputado, será criado através de projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa e vai agilizar a execução de obras em todo o Estado. “Serão obras de mobilidade, trincheiras, viadutos, terceiras faixas, e o governo vai abater o valor da obra do imposto devido pela empresa”, disse Ratinho Junior

“Acabamos com a demora que muitas vezes se perde numa licitação que pode levar de seis a oito meses quando há recursos ou outros entraves burocráticos. E com isso se dá mais dinamismo, agilizando a execução dos serviços e a entrega das obras”, disse completou.

Sem política

Ratinho Junior adiantou ainda que os recursos deste programa poderão compor um fundo de infraestrutura que podem geridos pela agência de fomento. “Esse fundo não ficará nas mãos de político, quero deixá-lo nas mãos de técnicos e de investidores. Teremos uma comissão de investimento – com representantes de federações, associações comerciais- que vai decidir quais as obras que o estado precisa fazer com mais urgência através desse dinheiro da iniciativa privada”, disse.

O modelo do programa, disse Ratinho Junior, é inesperado em projeto semelhante que ele acompanhou no Peru. “O Peru tinha uma demanda muito grande por obras e projetos de infraestrutura. O governo fez um chamamento público para que as empresas que tivessem projetos ou investissem em projetos de engenharia e pudessem doá-los para o governo”.

“Nós faremos de forma mais ágil. O governo não participa, dará em crédito aquilo que a empresa tem que pagar para o Estado. Ao invés de pagar, a empresa faz as obras. Elas podem formar ainda um grande fundo de investimento e nós vamos selecionar junto com a sociedade quais serão as obras que vai ajudar a gerar mais riquezas para o Paraná”, completou.

Ouça a seguir a íntegra da entrevista na CBN Cascavel: https://goo.gl/qCzkfo

 

Sobre o autor: Editor