Ratinho Junior assume a presidência do PSD do Paraná

A convenção do PSD (Partido Social Democrático), neste sábado, em Curitiba, definiu o deputado estadual Ratinho Junior como novo presidente da sigla. Em mais um evento lotado, a exemplo dos últimos encontros no interior do Estado, Ratinho Junior assumiu a presidência do PSD na nova formação da chapa e reafirmou seu projeto pra o Paraná, que já vem sendo amplamente discutido com a população nos eventos do Espaço Democrático, durante todo esse ano.

“Nós vamos buscar o apoio das pessoas que entendam que o nosso projeto é o melhor para o Paraná. O que me motiva é a oportunidade de construir um projeto para o Paraná, um projeto para as próximas décadas. Minha geração me cobra isso, me sinto na obrigação de construir um Brasil diferente e acredito que o Paraná pode contribuir muito para essa construção. Quero liderar uma equipe competente, com um bom programa de governo. Sou defensor de uma política moderna e quero extrair do Estado o que temos de riquezas, quero também ter a oportunidade de transformar a vida das pessoas, trazer novas possibilidades para o povo paranaense, destacou Ratinho ao assumir a presidência do PSD.

Outro destaque do evento foi a presença do ex-jogador e campeão mundial de vôlei, Giba. O ex – atleta se filiou ao PSD, sem definir nenhuma pré – candidatura, e deve apoiar o projeto de Ratinho Junior.

“Precisamos implantar ferramentas de tecnologia para potencializar o trabalho da polícia no nosso Estado”, diz Ratinho Junior

Em recente entrevista para TV e em vídeo postado nas redes sociais, o deputado Ratinho Junior, que é pré-candidato ao governo do Estado, destacou a questão da segurança. Ratinho enfatizou que "segurança pública se faz com polícia. Se faz com presença física. É o policial nas ruas e a população segura na sua presença". O deputado também falou sobre projetos que pretende implantar caso seja eleito governador. "Temos que trabalhar com inteligência na segurança pública. Um serviço de inteligência integrado entre todas as forças de segurança”, ressaltou. Neste contexto, Ratinho Junior destacou o Projeto Muralha. Inicialmente, ele seria implantado na fronteira do Paraná com o Paraguai, região que concentra o contrabando de armas, drogas e produtos ilegais. O projeto consiste em um sistema de câmeras integradas com softwares, para identificar os veículos que passam pelas fronteiras. "O sistema vai rastrear, muito rapidamente, toda a ficha do veículo, para saber se trata de um carro roubado, clonado ou sinistrado, e enviar esse alerta para todas as polícias, simultaneamente, para que elas possam agir, explicou Ratinho. Outro projeto destacado pelo deputado é o Olho Vivo. Seriam centrais de monitoramento regionais espalhadas pelo Estado, todas integradas. "É uma forma de evitar que os bandidos se movimentem de uma região para outra, além de ajudar a polícia no trabalho de captura. Precisamos implantar ferramentas de tecnologia para potencializar o trabalho da polícia no nosso Estado", finalizou Ratinho.

Cooperativismo é discutido na Ocepar

O deputado estadual Ratinho Junior esteve, nesta segunda-feira, 04, na sede da Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar) com o presidente José Roberto Ricken, discutindo opções de desenvolvimento para o Paraná com base no cooperativismo. O encontro reuniu os superintendentes da Federação e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Fecoopar), Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/PR) e Ocepar, que formam o Sistema Ocepar. O ex-ministro da Agricultura e deputado federal do PSD, Reinhold Stephanes, acompanhou o debate e a apresentação de propostas e demandas. A Ocepar trabalha com cinco desafios importantes para consolidar o processo de investimento. “Entre eles está o acompanhamento econômico e social, investimento nas pessoas, pesquisa, agregação de valores e acesso aos mercados. O poder público tem que entender esses desafios e trabalhar junto com o cooperativismo, fortalecendo e buscando novas parcerias com o Estado”, afirmou Ratinho Junior.  

Ratinho junior defende que concessionárias de pedágio cumpram os contratos firmados com o governo

Em recente entrevista na TV e em vídeo postado nas redes sociais, o deputado estadual e pré-candidato ao Governo do Paraná, Ratinho Junior, se posicionou firmemente sobre a questão do pedágio no Estado. “Temos que parar de usar o pedágio de uma forma política. Temos que trabalhar essa questão de forma técnica, para o desenvolvimento do estado do Paraná”, enfatizou Ratinho Junior. O deputado lembrou, ainda, que existe um contrato que vai até 2021, onde está estipulado que as empresas tem que fazer as obras, reformas e manutenções necessárias. “Nós temos que obrigar as empresas concessionárias a cumprir esse contrato. Não podemos admitir as empresas não cumprirem o contrato que elas mesmas assinaram junto com o Governo do Estado”, alertou Ratinho.

Licitação Internacional do pedágio

Ao ser questionado sobre o que vai fazer com a questão do pedágio caso seja eleito governador, Ratinho Junior afirma que vai estabelecer uma nova forma de contrato. “Nós vamos fazer uma licitação internacional, para acabar com as amarras regionais. Queremos trazer investimentos do mundo todo para serem aplicados em infraestrutura no Estado do Paraná, finalizou Ratinho.   Veja o vídeo : https://goo.gl/qob3cA

Apresentada na Assembleia emenda contra aumento de imposto para micro e pequenas empresas

O deputado estadual Ratinho Junior (PSD) apresentou, na sessão desta terça-feira (28/11) da Assembleia Legislativa do Paraná, uma emenda ao Projeto de Lei 557 do governo estadual. A emenda, que teve o apoio de deputados de várias bancadas e lideranças de diferentes partidos, impede o aumento de impostos para micro e pequenas empresas. A proposta de Ratinho Júnior estabelece uma nova tabela de isenção de ICMS para as pequenas e microempresas enquadradas no Simples Nacional. O deputado apresentou a emenda depois de se reunir com lideranças do setor produtivo que sugeriram as mudanças.

Ratinho Junior reúne população de Umuarama e região para ouvir as suas reivindicações

O Espaço Democrático em Umuarama, nesta quinta-feira, 24, contou com a presença de mais de 1000 pessoas, 22 prefeitos e dezenas de Vereadores. Um público recorde para o evento, que lotou o auditório da universidade Unipar. Diálogo aberto com a sociedade, com muitas ideias, demandas, sugestões e críticas sendo recebidas. "Os paranaenses estão exercendo sua cidadania, participando diretamente da construção de um projeto para o nosso Estado. Mais um Encontro Democrático com casa cheia. Obrigado a vocês que estão discutindo ideias e ajudando a transformar o Paraná", destacou Ratinho Junior.

Assembleia aprova projeto que viabiliza programa paraná sem lixões

A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou, em segunda discussão, nesta quarta-feira (22/11) o projeto de Lei 582/2017 que foi construído em parceria com a Secretaria do Desenvolvimento Urbano (SEDU), Sanepar e a Secretaria do Meio Ambiente(SEMA), para acabar com os lixões no Paraná.

“Esse projeto é muito importante para o meio ambiente porque traz sustentabilidade também na gestão do resíduo sólido ao estado inteiro. É um novo modelo de serviço público sustentável, mais moderno e limpo que começa a ser implantado no Paraná já no ano que vem”, afirma Ratinho Junior.

Quando era secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, participou, em Portugal, da Benchmarking Internacional, uma das mais importantes feiras de resíduos sólidos. Na cidade do Porto, Ratinho Junior visitou a Central de Valorização Energética e Aterro Sanitário e em seguida, conheceu a Central de Valorização Orgânica e Unidade de Triagem Mecanizada, de Coleta Seletiva.

‘A aprovação deste projeto concretiza a parceria com Portugal e coloca em prática o modelo que defendemos para o Paraná ser o primeiro estado da União sem lixões a céu aberto. Fico muito feliz em fazer parte desta conquista”, disse Ratinho Junior.

Ratinho Junior defende verba federal como contrapartida dos investimentos do Paraná no ensino superior

O deputado Ratinho Junior (PSD) se reuniu nesta terça-feira, 21, em Brasília, com a bancada paranaense na Câmara dos Deputados e defendeu a compensação com verbas federais dos investimentos do Paraná na manutenção das universidades públicas estaduais e do ensino superior público.
 
"Toda a estrutura do ensino público estadual é 100% bancada com recursos do Estado e demandaram investimentos de R$ 2,2 bilhões somente no ano passado, isso sem qualquer contrapartida por parte do governo federal", disse Ratinho Junior em ofício enviado ao coordenador da bancada, deputado Toninho Wandscheer (Pros).
 
O Paraná, aponta Ratinho Junior, tem uma rede de ensino superior, entre as melhores do país, de sete universidades públicas com oito mil professores, pesquisadores qualificados, nove mil agentes universitários e mais de 95 mil estudantes. "Essas universidades ofertam 343 cursos de graduação, 299 cursos de especialização, 180 mestrados e 75 doutorados. Esse sistema estadual de ensino está presente em 32 municípios e por meio do ensino a distância em mais 240 cidades", argumenta.
 
Ratinho Junior pede ao coordenador bancada que encaminhe ao Ministério da Educação, em nome dos deputados paranaenses, pedido de compensação dos investimentos do Paraná no ensino superior público. "Historicamente, o Paraná tem sido penalizado, por parte do governo federal, pela eficiência e investimento em ensino superior. Enquanto Minas Gerais tem 17 universidades federais, seguido por Rio de Janeiro (10) e Rio Grande do Sul (9), no Paraná estão apenas três instituições federais", disse.
 
"O que pedimos é o justo equilíbrio no modelo federativo, com a mínima compensação para que o estado do Paraná continue avançando na valorização do ensino superior", completa o deputado.