Ratinho Junior

Os municípios do Paraná são maioria no ranking de financiamentos do Brasil em 2017, segundo a Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Os números foram destaque, recentemente, em publicação do jornal Gazeta do Povo. De acordo com a STN, de 125 operações autorizadas neste ano de 2017, 44 atenderam municípios paranaenses – 35,2% do total. As operações de crédito somam R$ 111,6 milhões e representam uma oportunidade de executar obras e investimentos em meio à crise econômica que assola o país.

O total de investimentos repassados neste ano, até agora, aos municípios paranaenses (R$ 111,6 milhões) só não é mais positivo porque muitos estão com a situação fiscal comprometida pela queda na arrecadação e de transferências constitucionais, o que impende o ajuste das suas contas.

Projetos – Ratinho Junior destaca o trabalho técnico e o planejamento bem conduzido, como elementos que tem garantido o suporte necessário aos municípios paranaenses. “A Secretaria do Desenvolvimento Urbano (SEDU) executa com competência o papel de condutora da política pública que induz o desenvolvimento”, diz.

Por meio de escritórios descentralizados, a SEDU e o Paranacidade apoiam as prefeituras na elaboração de projetos, especificações técnicas e editais de licitação. O trabalho, além de garantir os recursos aos municípios paranaenses, tem se destacado no cenário nacional e atraído a atenção de outros estados que buscam orientação com o secretário Carlos Massa Ratinho Junior.

Para Ratinho Junior este conhecimento técnico tem auxiliado os municípios paranaenses a implantar os seus projetos, com rapidez e eficiência. “A equipe está de parabéns pela condução desse processo. É um orgulho para o Paraná este destaque e, para mim, é um privilégio liderar um trabalho que tem ajudado tantos municípios”.

Recorde de investimentos – Entre março de 2013 e agosto de 2017, as obras urbanas no Paraná somaram R$ 1,7 bilhão de investimentos e atenderam 392 cidades do Estado. O balanço é do secretário Ratinho Junior sobre as 3,2 mil obras realizadas por sua pasta, a Secretaria do Desenvolvimento Urbano. “São obras que significam qualidade de vida para os paranaenses, porque se traduzem em mais desenvolvimento e bem estar social às cidades atendidas”, disse Ratinho Junior.

Segundo Ratinho, os recursos foram destinados para a pavimentação e recape de ruas e avenidas, urbanização de praças e parques, construções de creches, escolas, terminais de transporte, quadras de esporte, hospitais, postos de saúde, implantação de aterros sanitários, execução de plano diretor, iluminação pública, calçamento e outras edificações. Parte deste dinheiro foi usado, ainda, na compra de maquinário e equipamentos para as prefeituras paranaenses.

“O mais interessante é que, além de atender as grandes cidades, os projetos e programas levados pela SEDU voltaram-se aos pequenos e médios municípios, porque são os que mais precisam do apoio do Estado. Desse conjunto de obras e ações, a maior parte atendeu os pequenos municípios, o que descentraliza as ações de governo e contribui para trazer o desenvolvimento econômico e social para todo o Estado”, completou Ratinho Junior.

Asfalto – Para quantificar as 2.424 ações levadas pela SEDU, somente em pavimentação (asfalto e recape), os investimentos somaram R$ 1,14 bilhão entre 2013 e 2017. Ao todo, foram pavimentados 17,4 bilhões de metros quadrados de vias – 2,1 mil de quilômetros de ruas e avenidas. “São investimentos consistentes, que representam uma nova fase de desenvolvimento e dotam as cidades de uma melhor mobilidade urbana”, disse Ratinho Junior.
Neste período, a SEDU também aplicou mais de R$ 205 milhões em edificações por todo o Paraná. Os investimentos contemplaram a construção de barracões industriais, centros de referência, unidades de saúde, creches, ginásio de esportes, quadras esportivas – inseridas no projeto Meu Campinho -, terminais de transporte, centros da juventude, escolas, hospitais, reforma e ampliação de órgãos públicos, entre outras obras. No total, foram construídos, reformados ou ampliados, 269 edifícios e o volume de edificações representa 282,6 milhões de metros quadrados executados.

“As obras dotam os municípios de uma infraestrutura mais adequada, o que atende desde o setor produtivo até os moradores dos bairros que passam a ter uma qualidade de vida melhor com o asfalto na frente da casa, creches e escolas para os filhos”, disse Ratinho Junior.

Aquisições – No período entre 2013 e 2017, houve ainda, a compra de 97 terrenos para a construção de diferentes empreendimentos nos municípios. Foram investidos R$ 58,2 milhões na compra de 2,5 milhões de metros quadrados. “Todas as ações e investimentos foram feitos com muito planejamento, austeridade e com foco nas necessidades e demandas das prefeituras”, disse Ratinho Junior.

Nos destaques no período, o projeto Calçadas do Paraná, que recebeu R$ 8,5 milhões em investimentos, traduzidos na execução de 50 quilômetros de calçadas; a implantação de aterro sanitário (R$ 1,1 milhão); planos diretores (R$ 359,2 mil); seis parques (R$ 3,3 milhões) e 61 praças (R$ 27,8 milhões).

No pacote de investimentos da SEDU, foram contabilizadas a compra de 263 veículos ao custo de R$ 36, 2 milhões e 726 unidades de equipamentos rodoviários, totalizando investimento de R$ 196,9 milhões. Investiu, ainda, R$ 462,2 mil para a compra de 33 unidades de veículos agrícolas. A soma geral dos investimentos para a aquisição de veículos e equipamentos alcançou R$ 233, 6 milhões.

“Todas estas ações desenvolvidas pela Secretaria do Desenvolvimento Urbano são resultados de um diálogo permanente com os prefeitos e prefeitas paranaenses. Temos trabalhado afinados num projeto maior para o progresso do Paraná”, completou Ratinho Junior.

 

Sobre o autor: Editor