Ratinho Junior foi o melhor no debate da RPC

 em Destaque

O candidato apresentou as propostas para o governo e mostrou porque lidera as pesquisas de intenção de votos

No último debate com os candidatos ao governo do Paraná no primeiro turno das eleições, Ratinho Junior (PSD), provou que é a melhor escolha para administrar o Estado e mostrou, com a apresentação de propostas, porque é o candidato preferido do eleitor paranaense. Participaram do debate os candidatos cujos partidos ou coligações tenham ao menos cinco representantes no congresso nacional, como determina a Lei Eleitoral. Ratinho Junior abriu o debate falando sobre geração de empregos. O candidato do PSD reafirmou que vai trabalhar para trazer indústrias para o Paraná. “Não há programa social melhor do que a criação de vagas de trabalho. Alguns programas sociais são fundamentais, colaboram para tirar as pessoas da miséria, mas o que dá dignidade ao cidadão é poder trabalhar, ter um emprego e sustentar a sua família”, afirmou. Segurança energética também foi tema defendido por Ratinho Junior no primeiro bloco do programa. Ele lembrou que há regiões no Estado que enfrentam problemas com fornecimento de energia e garantiu que pretende melhorar este cenário, especialmente na área rural. “Vamos investir em biomassa e energia eólica, que é uma energia limpa. Vamos dar condições para que indústrias possam se instalar em todo o Estado”.

Confira momentos de Ratinho no debate:

Violência contra a mulher:

“O Paraná está em terceiro lugar em um ranking muito triste, o da violência contra a mulher. Vamos criar uma política de defesa das mulheres, preparar as delegacias para o atendimento à mulher vítima de violência, criando um ambiente adequado para que elas possam denunciar os agressores e para que haja investigação e punição dos machões”.

Incentivo ao empreendedorismo feminino:

“Vamos trabalhar para favorecer e fortalecer a mulher empreendedora, por meio da Fomento Paraná, criando linhas de crédito que as ajudem a investir em seus negócios, colaborando para a geração de emprego e melhorando a sua renda e a renda da sua família”.

Enxugamento da máquina:

“Vou vender o que não é necessário para o Estado, como os imóveis que não estão sendo usados. Também vamos cortar secretarias criadas para atender parentes e aliados políticos. Na Ilha das cobras, que é uma concessão da Marinha e é usada pelo governador, podemos fazer parcerias para criar, por exemplo, um resort ecológico, que vai gerar emprego e renda para os moradores do litoral”.

Combate à corrupção:

“Fui Secretário de Desenvolvimento Urbano e entregamos 3200 obras e maquinários, nenhuma investigada pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas. Implantamos na secretaria o compliance, mecanismo de controle e prevenção de desvio de conduta. No nosso governo vamos implantar este mecanismo em todos os órgãos do governo e combater a corrupção na raiz. Para dar transparência a todos os processos, as licitações serão transmitidas pela internet”.

Desenvolvimento Regional:

“Vou criar Agências de Desenvolvimento Regional para promover o desenvolvimento econômico e social de cada região. Temos sete universidades estaduais no Paraná, com potencial intelectual fantástico. Estas universidades serão valorizadas e convocadas a colaborar com o Estado. Vamos investir em pesquisa aplicada que será usada em projetos para desenvolver o Paraná”.

Educação:

“Na educação tudo é muito importante, começando por uma merenda escolar de qualidade. Para se concentrar na aula, o aluno não pode estar com fome, por isso nós vamos fornecer três refeições por período. Hoje 55% dos produtos usados na merenda vêm da agricultura familiar, nós vamos ampliar para 70%, injetando dinheiro na zona rural. Também vamos investir na qualificação dos professores e discutir a questão das licenças prêmio. Vamos implantar o projeto “Ganhando o Mundo”, que vai levar os melhores alunos das escolas públicas para um intercâmbio em outros países. Essa experiência vai melhorar a sua formação e dar a possibilidade do aluno conhecer outras culturas”.

Relação com os servidores:

“Vamos tratar os servidores de forma respeitosa. Pretendo fazer um planejamento para os quatro anos de governo, em parceria com os funcionários públicos. O servidor tem consciência das possibilidades do estado e o estado tem que conhecer as necessidades do servidor. Juntos vamos construir políticas que atendam da melhor maneira às expectativas dos funcionários do governo do Estado”.

Política para idosos:

“Em 2030 teremos mais idosos no Paraná, do que crianças e adolescentes. Vou implantar um projeto que não é ideia minha, que já está sendo implantado em Paranavaí, que é um Centro de Convivência do Idoso. Vamos viabilizar a implantação destes centros de convivência de idosos, para promover a socialização, ofertar momentos de lazer, estimular a atividade física e a busca de novos conhecimentos. Vão ser locais onde os idosos poderão receber a atenção e os cuidados devidos”.

Notícias recentes
Contato

Nos envie um e-mail e entraremos em contato o mais breve possível.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar