Artigo: Precisamos falar sobre preconceito

No último dia 25, o senador Roberto Requião postou em uma rede social, duas enquetes sobre quem os internautas querem que seja o próximo governador do Paraná. Quando os registros começaram a apontar o meu nome na liderança, o senador encerrou a pesquisa improvisada e chamou de “ratazanas” as pessoas que manifestaram sua intenção de voto a meu favor.
Não quero discutir o resultado da pesquisa ou sua validade. Quero sim, falar de preconceito. E quero falar do pior preconceito que pode existir: aquele exercido por pessoas que têm a obrigação de combatê-lo, mas acabam desencadeando, de forma perversamente orquestrada e voluntária, novos gestos de discriminação que ampliam as desigualdades sociais em nosso país.
O preconceito é resultado da ignorância daqueles que se prendem às suas ideias pré-concebidas e pode ser fruto de uma personalidade intolerante, geralmente autoritária. Um ocupante de cargo público, eleito de forma democrática, não pode ser a referência do desrespeito, abastecendo esta postura ultrapassada com um comportamento que replica e estimula o ódio.
Por isto, é preciso compreender o tempo no qual vivemos. Os atributos que todos esperamos ver valorizados não estão ancorados em cor, gênero, crença religiosa ou origem. Também não é o dinheiro que nos emancipa como cidadãos. Ter mais ou menos dinheiro não muda o direito constitucional de igualdade perante à lei. Ter origem humilde não nos desqualifica perante alguém de uma família tradicional. Da mesma forma, ser de família tradicional não sobrepõe o direito de exercer cargo público ou perpetuá-lo como donatário.
Tenho orgulho da trajetória de vida simples e de muito trabalho dos meus pais, dos valores que reproduzimos em casa desde a minha infância e que agora transmito aos meus filhos. Eles estão sendo educados para respeitar a todos sem distinção. E, assim como meu pai fez comigo, estão sendo preparados para enfrentar todo tipo de dificuldade, lutar para vencer, agradecer e sempre sorrir para a vida.

Valores Morais

O que devemos discutir, e não somente em períodos eleitorais, são os valores que constroem uma sociedade justa e moderna. Seguramente, não é considerando normal o preconceito e o desrespeito que vamos evoluir. É justamente o contrário. A inovação em uma sociedade que precisa de tantos avanços como a nossa, começa com o fim da discriminação. Precisamos combater esse tipo de violência e de abuso, ainda que sutil e velado, escondido sob o manto da ironia ou das redes sociais.
Leia o artigo também publicado no Fábio Campana : https://goo.gl/WLRQT2

Artigo: Novas conexões para inovar no Paraná

Dias atrás, lançamos um projeto audacioso: em parceria com o Consulado Geral de Israel, iniciamos o Smart City em três cidades paranaenses: Cascavel, Paranaguá e Pato Branco começarão a implantar, ainda em um modelo piloto, uma série de projetos conceituais de gestão e monitoramento de segurança inteligente. É uma iniciativa inovadora que fará o uso estratégico de infraestrutura e de serviços de informação e comunicação com planejamento e gestão urbana para dar respostas às necessidades sociais e econômicas das cidades e da população.
Todos precisamos fazer conexões com outras experiências, principalmente na gestão pública. Ainda mais neste século 21, tão acelerado e em que as barreiras e as diferenças são substituídas por aproximação e semelhanças. Se uma experiência social que envolve prática de esporte deu certo na Alemanha, por que não transformá-la em um programa nas nossas cidades? Foi assim que nasceu o projeto Meu Campinho, e foi assim também que realizamos o Hackathon, evento tecnológico voltado às soluções inovadoras na gestão pública e inspirado em uma experiência bem-sucedida que conheci na Coreia do Sul. Em Portugal, onde estive recentemente, os lixões a céu aberto foram eliminados e os principais rios foram recuperados e estão livres da poluição. Dois problemas que ainda persistem na nossa realidade e que podemos resolver com soluções semelhantes, adaptadas à nossa situação.

Inovação

Todo gestor público tem a obrigação de buscar esta atualização permanente. De fazer conexões com o bem-sucedido. A história da civilização é rica em casos de países e comunidades que se isolaram e que pagaram por esse isolamento impondo atraso e miséria às suas populações. Na Sedu, o nosso trabalho segue em outra direção. Vamos em busca de modelos que possam levar aos nossos 399 municípios o que há de melhor no mundo. Os paranaenses têm este direito.
A parceria, reunindo a administração dos três municípios, a comunidade israelita e a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedu), começou em julho de 2016, quando assinamos um termo de cooperação com o Consulado Geral de Israel. Depois, fui a Tel- Aviv, a convite do governo israelense, conhecer tecnologias de ponta sobre cidades inteligentes. Fiz a viagem a convite do governo de Israel, sem nenhum custo para o governo do Paraná, porque este conhecimento do novo, do diferente, das soluções que já deram certo pode nos ajudar a transformar para melhor a nossa realidade.
Leia o artigo também publicado na Gazeta do Povo: https://goo.gl/eQR3nb

Estado já investiu R$ 4,6 bilhões em obras nas cidades do Paraná

O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, destacou neste domingo, 27, que o Estado já investiu R$ 4,6 bilhões em obras que atendem todas as 399 cidades Paraná.
“Em 2015 e em 2016, o Paraná chegou a fazer 35% de todas as operações de liberações de investimentos para os municípios do Brasil, disse Ratinho Junior ao apontar que pelo segundo ano, o Paraná lidera o volume de investimentos nos municípios entre todos os estados brasileiros.
Segundo Ratinho Junior, para quantificar, somente a projeção para este ano chega a cerca de R$ 800 milhões para investimentos nos municípios paranaenses através de financiamentos e outras modalidades de transferência do Estado.
Nos últimos quatro anos, Ratinho destaca também que o Estado executou 3,2 mil obras em todos os municípios. “Obras que melhoraram as rodovias, portos, aeroportos, ferrovia e a infraestrutura dos municípios, além da construção, ampliação e reforma de prédios públicos”, disse.

Projeção

 Ratinho indicou também que até 2018 serão aplicados R$ 9,8 bilhões em obras rodoviárias e urbanas. Os recursos são do Estado, da União, de financiamentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento e de parcerias público-privada. “De todos os municípios do Brasil, comparados aos outros estados, 35% dos  investimentos foram no estado do Paraná”, completou.
O porcentual, na opinião de Ratinho Junior, representa um alto patamar de investimentos. “Então esse é um número muito alto, um índice assim que nos deixa muito honrados em saber que a gente tem conseguido atender uma demanda dos municípios”, destacou.

Obras

Calçadas Paraná

Ratinho Junior destacou ainda o programa Calçadas Paraná, desenvolvido pela Sedu. O programa de padronização e acessibilidade das calcadas, em menos dois anos, já atingiu 20% dos municípios do Paraná.
“Atendemos às prefeituras em forma de financiamento para as cidades implantarem os projetos. O programa vem crescendo gradualmente para atender todos os municípios e conforme os projetos vão chegando, vamos fazendo um cronograma de investimentos para atender o máximo de cidades possíveis”, ressaltou.

Meu Campinho

 Ratinho Junior destacou ainda, entre os projetos desenvolvidos pela Sedu, o “Meu Campinho”, inspirado em programa similar social e esportivo desenvolvido na Alemanha.
No Paraná, o Meu Campinho foi implantado em 10 cidades, segundo Ratinho. “A gente quer chegar aí num prazo rápido a 60 municípios ainda esse ano, e claro a meta é também buscar implantar isso em todo estado do Paraná”, disse.
O programa oferece, gratuitamente, acesso à pratica esportiva em quadras de campo sintético instaladas nas cidades em atividades no contraturno escolar. “O município poder usar essa cancha no momento em que a criança está fora da sala de aula, para poder treinar, ter a cultura da prática esportiva, ter uma vida saudável”, disse Ratinho.
E completou: “A demanda dos prefeitos é grande porque demonstra que o projeto tem dado bons resultados e que em breve, vamos atender o máximo de cidades possível”.

Paraná sem Lixões

 Ratinho Junior adiantou que na Conferência Estadual das Cidades, realizada em Foz do Iguaçu, lançou o programa Paraná sem Lixões. “Nós vamos ser o primeiro Estado do Brasil a não ter mais lixões, em respeito ao meio ambiente, a tratar esses resíduos sólidos que todos nós geramos hoje no dia a dia, e ter um ambiente que não suje os nossos mananciais, não polua a nossa terra, e tudo isso nós estamos fazendo um trabalho com um estudo de quase dois anos”.
Saiba mais no Facebook: https://goo.gl/zLn5Rd

Na STN, Paraná lidera repasse de recursos e investimentos nos municípios

​Os municípios do Paraná são maioria no ranking de financiamentos do Brasil em 2017, segundo a Secretaria do Tesouro Nacional (STN). De acordo com a STN, de 125 operações autorizadas neste ano, 44 atenderam municípios paranaenses – 35,2% do total. As operações de crédito somam R$ 111,6 milhões e representam uma oportunidade de executar obras e investimentos em meio à crise econômica que assola o país.
A integração entre a Fomento Paraná e Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedu) e o alinhamento com a política estadual de desenvolvimento favorecem os municípios paranaenses. A Sedu, coordenada por Ratinho Junior, tem o papel de condutora da política pública e o Paranacidade atua como agente técnico operacional. Graças a este trabalho integrado, o Paraná tem se destacado no cenário nacional. Líder no ranking nacional neste ano, o Paraná já havia conquistado a liberação de recursos da STN para 212 municípios em 2016.
O total de investimentos repassados neste ano até agora aos municípios paranaenses (R$ 111,6 milhões) só não é mais positivo porque muitos estão com situação fiscal comprometido pela queda na arrecadação e de transferências constitucionais, o que impende o ajuste das suas contas.

Investimentos

Ratinho Junior destaca o trabalho técnico e o planejamento bem conduzido como elementos que tem garantido o suporte necessário aos municípios paranaenses. “A Secretaria de Desenvolvimento Urbano executa com competência o papel de condutora da política pública que induz o desenvolvimento”, diz.
Por meio de escritórios descentralizados, a Sedu e o Paranacidade apoiam as prefeituras na elaboração de projetos, especificações técnicas e editais de licitação. O trabalho, além de garantir os recursos aos municípios paranaenses, tem se destacado no cenário nacional e atraído a atenção de outros estados que buscam orientação com o secretário Carlos Massa Ratinho Junior.
Recentemente, técnicos do governo de Santa Catarina e da agência do BRDE catarinense buscaram com Ratinho Junior, proposta de convênio entre os dois estados para usar o modelo e a expertise da Sedu do Paranacidade, já é conhecidos em Santa Catarina e difundidos em diversos encontros de gestão pública pelo Brasil.
Para Ratinho Junior este conhecimento técnico tem auxiliado os municípios paranaenses a implantar os seus projetos, com rapidez e eficiência. “A equipe está de parabéns pela condução desse processo. É um orgulho para o Paraná este destaque e, para mim, é um privilégio liderar um trabalho que tem ajudado tantos municípios”. Acompanhe mais nas redes sociais : https://www.facebook.com/ratinhojunior/posts/1700865946592867

Ratinho Junior entrega mais um “Meu Campinho” em São João do Ivaí

O secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, inaugurou nesta sexta-feira, 18, mais um espaço do programa Meu Campinho, em São João do Ivaí, município situado na região do norte-central do Paraná. “Mais uma quadra de esportes inaugurada pra criançada. Inovação é promover inclusão social com modelos de primeiro mundo”, disse.
 
Para a implantação do programa em São João do Ivaí, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, investiu R$ 349.076, 89 mil. O prazo de execução das obras foi de 120 dias e a área instalada alcança uma extensão de 1937,00 metros quadrados. “O Projeto Meu Campinho é uma experiência bem sucedida, que fomos buscar na Alemanha e que já começa a virar referência no Paraná”, destacou Ratinho Junior.

 Campinho

O projeto contempla campo de futebol com grama sintética, academia para a terceira idade, parque com equipamentos de brinquedos para as crianças, instalações elétricas e  sanitárias, e urbanismo. “Pioneiro no Brasil, o projeto social e esportivo Meu Campinho abre espaços nas cidades para crianças e adolescentes praticarem esportes em horários de contra turno escolar”, completou Ratinho Junior.
Acompanhe mais no Facebook : https://goo.gl/yMYFB4

Estamos construindo uma nova política para as cidades sustentáveis

Em Foz do Iguaçu, o secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, destacou nesta quinta-feira, 17, na 6ª Conferência Estadual das Cidades, os avanços dos programas de desenvolvimento urbano e os projetos de mobilidade implantados no Paraná. “Junto estamos construindo uma nova política de desenvolvimento urbano e regional no Paraná, para o fortalecimento de cidades inclusivas, com função social, participativas, justas, inteligentes que possam ser a moradia de pessoas com melhor qualidade de vida”, disse.
Ratinho destacou, entre as ações, o novo sistema de obras urbanas no Paraná que monitora o avanço das obras após a liberação do financiamento para cada município. “É uma entre tantas medidas importantes para fiscalizar as obras e assegurar o objetivo social nos municípios do nosso Estado”, disse.O projeto Calçadas Paraná também foi citado por Ratinho Junior na conferência. “São 5,8 milhões de metros quadrados de passagens para pedestres, construídos nos últimos seis anos. São mais de R$ 500 milhões em obras feitas com recursos do tesouro estadual ou financiadas pelo Estado”, disse.Neste período, Ratinho Junior destacou que os municípios avançaram em conforto e segurança para as pessoas. “São quase 3 mil quilômetros lineares, o que equivale a distância entre Curitiba e Maceió, capital do Alagoas, no nordeste do Brasil”. Disse ainda que os 399 municípios foram atendidos com o projeto  “que garante mais mobilidade, principalmente, às pessoas com deficiência, idosos, gestantes e mamães com carrinho de bebê”.

Objetivos da ONU

Outro avanço diagnosticado pelo secretário remete à parceria firmada, em julho, pelo Paraná com a ONU. Ratinho Junior afirmou aos delegados da conferência que assinou a adesão do Paranacidade aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU. Já aderiram à agenda, 193 países que participaram da cúpula das Nações Unidas sobre desenvolvimento sustentável, realizada em setembro de 2015.
"O Paraná assumiu o compromisso de buscar efetivar os 17 objetivos, os princípios e as metas para chegar ao desenvolvimento sustentável e para atender as necessidades da atual e das futuras gerações. Vamos deixar as nossas digitais na construção deste sonho”, disse Ratinho Junior. “A partir de agora, vamos ser parceiros no alcance dessas metas”, completou.
Os 17 objetivos incluem a luta para erradicar a pobreza, fome zero, agricultura sustentável, saúde e bem-estar, educação de qualidade, igualdade de gênero, água e saneamento, energia limpa, trabalho decente e crescimento econômico, indústria, inovação e infraestrutura, redução da desigualdade, cidades e comunidades sustentáveis, consumo e produção responsáveis, ação contra a mudança global do clima, paz, justiça e instituições eficazes, parcerias e meios de implementação.

Em Pato Branco, Sudoeste reforça apoio a Ratinho Junior em 2018

Em Pato Branco, o deputado e vice-presidente da Assembleia Legislativa, Guto Silva (PSD), reuniu 10 prefeitos, cinco vices-prefeitos, dezenas de vereadores e mais de 500 pessoas, representantes de diversos setores produtivos do Sudoeste, num encontro do Espaço Democrático com o secretário Desenvolvimento Urbano e um dos pré-candidatos ao Governo do Paraná, Ratinho Junior.
Empresários, comerciantes, trabalhadores, profissionais liberais e lideranças políticas lotaram o salão da Associação Cattani para ouvir e, principalmente, apresentar propostas para Ratinho Junior formatar seu plano de governo. “Viemos ouvir porque se o poder público não atrapalhar quem gera negócios e empregos já é um grande passo na retomada do crescimento da economia brasileira.  Hoje, o poder público federal dificulta com carga tributária, burocracia e tantos obstáculos que não deixam o empresário ou agricultor se desenvolver e movimentar economia”, afirmou Ratinho Junior.
Recordista nas últimas eleições para deputado com mais de 300.928 votos, elegendo a maior bancada no legislativo estadual, Ratinho Júnior deu tom programático no debate de propostas. “As discussões estão presas entre direita e esquerda. O Brasil não precisa desta dicotomia, precisa de metodologia: o que dá certo precisa ser executado”, ressaltou.

Espaço Democrático

Presidente do Espaço Democrático - instituto do PSD para o debate de ideias - o deputado Guto Silva também destacou os encontros que estão sendo realizados em todas regiões do Paraná para recolhimento e análise de propostas para o desenvolvimento econômico e social, incluindo áreas como segurança pública, saúde e educação. “Estamos falando de futuro, porque o País do futuro que sempre falaram não foi entregue ainda. Para alcançar isso, precisamos ouvir antes de chegar com um pacote pronto e sem respeitar as características de cada região”, pontuou.

“Agronegócio é fundamental para o Paraná”, diz Ratinho Junior em visita à cooperativa de Campo Mourão

O secretário do Desenvolvimento Urbano, Carlos Massa Ratinho Junior, visitou neste sábado, 29, várias cooperativas em Campo Mourão. “Estive com os cooperados da Coamo para celebrar o Dia do Agricultor, falando sobre o agronegócio, o incentivo as cooperativas e a importância do segmento para o desenvolvimento do Paraná e do Brasil”, disse. Na passagem pela região, Ratinho também visitou Cruzeiro do Oeste onde se reuniu com o presidente da cooperativa Frigo Astra, Jeremias Silva Júnior. “Foi um encontro importante para reforçar o diálogo com as cooperativas e fortalecer o canal de comunicação com o Governo do Paraná”, destacou Ratinho Junior.
Conheça mais sobre o trabalho do Carlos Massa Ratinho Junior acessando o Facebook: https://www.facebook.com/ratinhojunior/posts/1678913225454806

Brasil precisa de novas lideranças, diz Carlos Massa Ratinho Junior   

Neste sábado, 29, em Medianeira, o secretário de Desenvolvimento Urbano do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, disse que o Brasil precisa de novas lideranças. “É fundamental para o fortalecimento do nosso grupo no Paraná e no Brasil, formado por quadros qualificados e que representam a nova política”, disse Ratinho Junior na série de encontros regionais do PSD.

Novas Lideranças

Ratinho Junior participou do encontro regional do PSD no oeste com a presença de 350 pessoas e as principais lideranças do partido no estado e no país. Encontros regionais

Paraná já pavimentou 3.828 ruas, diz Ratinho Junior

  O secretário estadual do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior , destacou que desde 2011 já foram pavimentadas  3.828 ruas e avenidas. “Essas obras facilitam o transporte de grãos das regiões produtoras melhorando a qualidade de vida e a mobilidade da população”, disse em sua página no facebook.

 RATINHO JUNIOR: INFORMACAO

"Umas das maiores demandas da população é a pavimentação de vias urbanas. Em muitas cidades, as ruas ainda são de chão batido, ocasionando problemas de saúde devido a poeira e também problemas de mobilidade por causa da lama em dias de chuva. Atendemos a reivindicação dos prefeitos para a pavimentação, mas exigimos que juntamente com o asfalto, devem ser construídas calçadas", completou.
Acompanhe o trabalho do secretário Carlos Massa Ratinho Junior nas redes sociais.