Ratinho Junior defende Paraná inovador com choque de gestão

O deputado Ratinho Junior (PSD) defendeu nesta segunda-feira, 5, uma gestão de governo que fortaleça a economia e o bem estar social, aliada ao uso racional dos recursos públicos em áreas estratégicas e prioritárias como saúde, educação, segurança e infraestrutura. "É um Paraná inovador, um novo modelo de governança, aliada a um choque de gestão que racionalize ainda mais a máquina pública, cortando tudo que é desnecessário, sobrando mais dinheiro para investimentos", disse Ratinho Junior em entrevista à imprensa. "Vamos construir um projeto para o Paraná que perpasse a um governo, um projeto para duas décadas que possa servir de exemplo para outras gerações, fazer do Paraná um estado exemplo para o país. Temos essa oportunidade porque temos o povo mais trabalhador do País, o estado mais robusto com a maior capacidade de levar qualidade de vida para a população", completa. Mesmo com essas condições, segundo Ratinho Junior, há muito desafios a se enfrentar já nos primeiros dias do próximo governo. "Ainda temos bolsões de pobreza e regiões deprimidas. Não pode um estado, maior produtor de alimentos do mundo, ter gente passando fome. Isso pode ser suprido com mais infraestrutura, melhorias na vida das pessoas e com uma visão social para aqueles que estão esquecidos. Eu quero fazer esse projeto para, de alguma maneira, retribuir para o Paraná tudo que o Paraná fez e trouxe de oportunidades para a minha família", disse. Força política - Ratinho Junior sustenta ainda, que o Paraná já perdeu muito tempo com brigas políticas que impediram trazer mais recursos federais ao Estado. "Isso representa o atraso e eu não quero fazer esse tipo de política. Eu quero buscar uma política inovadora, no sentido de unir as forças políticas. Eu quero ser um governador que a cada 90 dias sente com o ministro da Agricultura, juntamente com o setor de agronegócio, e discuta politica agrícola pública que atende os interesses do setor produtivo e do Estado", disse. Além do setor agrícola e da pujança do agronegócio, o deputado também citou o potencial turístico e os novos empreendimentos privados que estão sendo construídos no Paraná. "Temos um forte potencial turístico. E para se gerar um emprego no turismo, se gastar US$ 1 mil e para se gerar emprego na indústria, são US$ 4 mil. Portugal e a Espanha, na crise, conseguiram reerguer suas economias através do turismo”. "Se nós temos um potencial turístico forte, temos que investir. Temos o segundo destino turístico de estrangeiros do Brasil, que é Foz do Iguaçu, e não temos uma pista que desce avião internacional. Isso é um absurdo e não pode acontecer. Eu quero pegar esses grandes projetos e discutir com o presidente da República e, com força política, buscar mais recursos para Estado”. Além dos recursos públicos, Ratinho Junior disse ser necessário ampliar as parcerias com a iniciativa privada. "Não vejo nenhum problema da iniciativa privada prestar um serviço público. Temos que criar esse novo modelo. Ficaram muito tempo falando que não podia a iniciativa privada participar do poder público e temos que acabar com isso. O Brasil não aguenta mais manter esse tipo de atitude, vamos quebrar todos esses paradigmas de muitos anos na política do Brasil que só trouxeram atrasos".  

Ratinho Junior quer Paraná novo e sem brigas políticas

Nos comerciais do PSD que estão sendo veiculados nas emissoras de TV, o deputado Ratinho Junior defende um estado forte, inovador, aliado ao setor produtivo, celeiro e produtor de alimentos para o mundo e sem brigas políticas. "Chegou a horta de acabar com velhas brigas daqueles que nada fizeram pelo Brasil e pelo Paraná", diz Ratinho Junior. "Chega de eles e nós, chega de esquerdas ou direitas. Vamos olhar para frente e, unidos, avançar por um Paraná inovador que gere riquezas para todos. Com gente honesta e mente moderna, levaremos o Paraná a um novo patamar", completa.